Baló Januário afirma que do ponto de vista musical não existe mercado em Angola


 Conhecido pelos ritmos folclóricos presentes nas suas composições, Baló Januário, que na manhã de ontem (18) marcou presença na rubrica Café da Manhã, do programa Dia Alegre, na Platina FM (96.8), na qual deu o seu parecer sobre a industrial musical, sublinhou que não existe mercado musical em Angola.

“Do ponto de vista musical nunca tivemos um mercado bom, eu diria no geral. Não vejo um artista 

que vendeu 100 mil cópias, não existe, mesmo os grandes cantores que nós temos. Os grandes cantores são Matias Damásio, Anselmo e eventualmente Nagrelha, mas ninguém vendeu 100 mil cópias ou 200. 

Então se tu tens artista no geral que nunca venderam 100 mil cópias a partida não existe mercado onde os artistas podem sentir-se realizados”, disse Baló Januário.

O autor de “Pedra no Sapatoˮ, no decorrer da conversa fez, também, uma análise do desenvolvimento actual da música angolana e dos avanços das novas tecnologias na música, ressaltando que as vendas online na prática não acontecem no nosso país.


“Eu não sei se estamos a progredir ou regredir, é complicado se chegar a uma conclusão. 

A evolução das novas tecnologias deram também origem a um tipo de venda que ainda não é comum aqui. As vendas online, a gente ouve falar, mas na prática não acontece. É melhor dizer que não temos”, finalizou o artista.

Share on Google Plus

Dono: Mais Música

Eu sou criador do site Newsmuzik, o site foi criado em 2014 com objectivo de divulgar e promover a música africana e dar mais visibilidade aos novos talentos. Eu vivo em Luanda (Angola), Municipio de Viana | solicite nossos trabalhos de divulgação via whatsapp: +244 925 019 107.

0 Comments: